Economia: crescimento e desenvolvimento – Painel

Avatar foursummit | October 4, 2019

 

O que precisa ser feito para construirmos o Brasil do Futuro na esfera econômica? O que esperar do novo governo no que tange desenvolvimento econômico? Devemos ter uma postura otimista? Ouça o que dizem pessoas com a responsabilidade de tomar decisões em alguns dos mais importantes órgãos financeiros do Brasil.

 

Florian Bartunek é sócio fundador e CIO da Constellation Asset Management. Antes de fundar a Constellation, foi sócio e Diretor-Executivo do Banco Pactual, onde foi chefe de research, trader proprietário, responsável pelo Asset Management e gestor dos fundos e portfolios de ações do banco. É formado em administração de empresas pela Pontifícia Universidade Católica – PUC Rio (1990). Florian participou do programa Harvard Business School-YPO de 2010 a 2016 e completou o curso de Value Investing na Columbia University (2013), o Executive Program na Singularity University (2015) e Behavioral Finance Program da Harvard Kennedy School (2016). Foi professor do curso de Value Investing no IBMEC-SP (atual Insper), presidente do Capítulo Paulista do YPO (Young Presidents Organization) e diretor internacional da ANBID. Florian é vice-presidente do Instituto ProA e participa dos conselhos da Fundação Lemann, da Fundação Estudar, da Somos Educação e da Revista Nova Escola. É conselheiro independente da BM&FBovespa S.A.

 

Marco Aurélio Almada é administrador de empresas, com MBA Executivo em Finanças pelo IBMEC. Cursou especializações em Gestão Estratégica de Custos pela Oklahoma Baptist University, nos EUA, e Monitoria e Avaliação de Projetos pela Inwent, na Alemanha. Com mais de 30 anos de atividade profissional, foi superintendente da Confederação Nacional do Sicoob e diretor do Fundo Garantidor do Sicoob (FGS). Preside o conselho deliberativo da Fundação Sicoob de Previdência Privada (Sicoob Previ) e, desde março de 2009, é diretor-presidente do Banco Cooperativo do Brasil (Bancoob).

 

Cristiano Romero É jornalista desde 1990. Formado pela Universidade de Brasília (UnB), trabalha no Valor desde a sua fundação. Foi o primeiro correspondente do jornal em Washington, entre 2000 e 2003. Entre 2002 e 2003, foi comentarista do programa "Conta-Corrente", da "Globo News". No retorno ao Brasil, atuou como colunista e repórter especial de Política. Desde 2005, assina coluna semanal de economia. Em 2009, foi promovido a editor-executivo. Antes do Valor, foi editor do "Informe Econômico", coluna diária do "Jornal do Brasil", e repórter da "Agência Brasil".